VITÓRIA IMPORTANTE, ESTREIA DO “KILLER” E DESCONTROLE NA ARENA.

 

A chuva na noite da quarta-feira (02/03) surpreendeu alguns em Porto Alegre. Mas mais surpreendente que a chuva, foi a atuação do Grêmio na partida válida pela 2º rodada da primeira fase da Libertadores. O Tricolor recebeu a LDU na sua Arena e, quando entrou em campo para o jogo, ocupava a amarga última colocação em seu grupo. Uma coisa era certa: era necessário vencer. Para os torcedores mais exigentes, era preciso vencer jogando bem a ponto de convencer.

Antes de explanar sobre o jogo em si, vale ressaltar o ambiente que foi criado para aqueles que foram à Arena. Em cada cadeira do estádio, foi fixada uma carta assinada por todos os jogadores gremistas na qual, além de pedir o apoio da torcida, o grupo enfatizou o quanto vem trabalhando para dar o melhor de si em busca de resultados cada vez melhores.

 

Fonte: Diomar Junior / Site ducker.com.br

 

E foi com esse espírito que os jogadores iniciaram o jogo da noite de quarta. Para que a promessa não ficasse apenas no papel, o Grêmio iniciou a partida impondo um verdadeiro sufoco para os equatorianos. Aos 4 minutos de jogo, os donos da casa já contabilizavam três escanteios a seu favor. A conclusão nas redes parecia questão de tempo. E foi! Aos 11 minutos da etapa inicial, após lançamento de Walace Oliveira, Maicon não conseguiu um bom chute de dentro da área. Mas a bola sobrou para Luan, que devolveu a bola no pé esquerdo do capitão gremista, que chutou a fim de abrir o placar na Arena. Estava instalado na Arena o início da festa Tricolor!

Com a vantagem no placar, foi a vez o estreante gremista da noite deixar sua marca. Desde o início da partida percebeu-se o bom posicionamento de Miller Bolaños no esquema de jogo proposto pelo Grêmio. Ao lado de Luan no ataque, a movimentação do equatoriano era um fator importante na insistência do ataque. De forma bastante natural, aos 36 minutos do primeiro tempo, em um lance de pressão gremista na saída de bola da LDU, Luan interceptou e fez uma passe primoroso para Bolaños que, ao chegar próximo da grande área, não hesitou e chutou para ampliar a vantagem do time de Porto Alegre. Fica ainda como crédito a “Killer” (apelido alusivo à tradução para o inglês de “matador”) a expulsão de Romero no primeiro minuto da etapa complementar, que levou o segundo amarelo ao cometer falta no estreante quando este partia para o ataque.

Tudo parecia estar a favor do Grêmio. A LDU pouco se aproximava do seu ataque, o que demonstrou uma melhora significativa na postura de marcação gremista. Quando o perigo parecia se aproximar, a zaga Tricolor também fazia seu trabalho de forma eficiente. Na metade do segundo tempo, Bolaños deu lugar a Éverton. Walace Oliveira já havia sido substituído por Marcelo Hermes e, na última substituição dos mandantes, Henrique Almeida entrou na posição de Luan. Parecia que o técnico Roger Machado sabia que os substitutos seriam de grande valor para complementar a vitória gremista.

Marcelo Hermes atuou muito bem, mesmo improvisado na lateral direita. Já Henrique Almeida e Éverton foram os responsáveis por transformar a vitória em goleada. Aos 37 minutos do segundo tempo, Henrique dominou muito bem e acertou um chute de fora da área. Seu companheiro também marcou após receber um lançamento primoroso de Douglas, invadir a área e chutar livrando-se de dois marcadores equatorianos.

Éverton e Henrique

Fonte: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

 

A vitória era necessária, a boa atuação foi um alento para o torcedor que andava preocupado com algumas atuações do Grêmio em 2016. O fato de não levar gol nesse jogo já é um fator a ser comemorado. Se a defesa teve pouco trabalho, vale parabenizar o trabalho de marcação na intermediária dos mandantes da noite. Sem dúvida, a vitória sobre a LDU foi a melhor exibição do Tricolor nessa temporada. O estilo do jogo lembrou o Grêmio surpreendente em seus melhores momentos no Brasileirão do ano passado. Já a alegria e o apoio que pulsou nas arquibancadas da Arena nesse jogo apenas confirmaram que o torcedor gremista está com o seu time em todos os momentos.

Esse torcedor ainda comemora a vitória que colocou seu time na 2º colocação do grupo 6, mas já pensa no próximo compromisso do Tricolor: o Grenal, no próximo domingo (06/03), às 18h30, novamente na Arena. Mas esse assunto fica para um próximo texto, já que falar sobre esse clássico nunca é demais. E além do mais, este valerá em dobro, pela Primeira Liga e pelo Gauchão.


Cíntia Menzomo