Vitória para dar consistência

  Fumagalli, sempre ele. O Guarani durante toda a sua história teve grandes ídolos. E José Fernando Fumagalli, com 8 temporadas honrando as nossas cores, já escreveu não só uma página, mas um livro na história do Bugre.

  O Guarani entrou em campo diante do Oeste na manhã de ontem (28), na estreia do Campeonato Paulista da Série A2. Sabíamos que para o primeiro jogo oficial de 2017, o resultado seria mais importante que a atuação. Claro que ainda está longe de ser o time perfeito, alguns jogadores ainda estão se conhecendo, ganhando ritmo, entrosamento e se adaptando com a forma de trabalhar de Ney da Matta.  A maioria dos lances de perigo do time saíram dos pés do camisa 10, sempre acionado, ele deixou dois gols, um de pênalti sofrido por Uederson e outro após cruzamento de Renato Henrique, e assustou em um lance de falta e um chute que o goleiro adversário Rodolfo quase deixou passar.

9.jpg

Fonte: Página oficial do Guarani (Luis Cardoso/Guarani Press)

  O jogo começou a todo vapor, logo nos minutos iniciais, o goleiro Luis Henrique do Guarani fez uma defesa milagrosa após chute de Mazinho. Mas aos 8’ minutos, o Guarani abriu o placar, Cleidson acertou Uederson dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Fumagalli foi para a cobrança e mandou no fundo das redes. A partida seguiu intensa, mesmo com o forte calor em Campinas. Aos 39’ do primeiro tempo, Auremir soltou uma bomba e o goleiro do Oeste fez uma ótima defesa. Assim, o Bugre foi para o intervalo com a vantagem no placar.

  No segundo tempo, o jogo continuou pegado e o Oeste voltou melhor com toques de bola envolventes, mas não conseguia concluir as jogadas. Tanto que, a primeira chance de perigo veio do lado do Guarani, nos pés de Fumagalli. O meia deu um chute despretensioso que assustou o goleiro Rodolfo, que se atrapalhou todo e quase aceitou. Mas foi aos 44’ minutos que o Bugre ampliou o placar. Em cruzamento de Renato Henrique, Fumagalli no local exato e na hora certa só teve o trabalho de empurrar para as redes. O meia bugrino repetiu a comemoração de 2012 contra o próprio Oeste, quando fez homenagem à esposa que na época estava grávida do primeiro filho. Ele repetiu o feito colocando a bola por baixo da camisa, dessa vez pela gravidez do segundo filho.

“Fiz a homenagem para o nosso próximo filho no intervalo e agora (com o segundo gol) fiz de novo. Uma coincidência muito grande, pois em 2012 também fiz esse gesto contra o Oeste, em uma estreia também. O mais importante é a vitória. Fizemos nossa parte, contra uma equipe que também vai brigar pelo acesso. Minha história com o Guarani é muito intensa. Sou abençoado aqui dentro e graças a Deus consegui ajudar mais uma vez.”

  Falar em gols do Guarani e não lembrar de Fumagalli, é impossível. Contra o Oeste, ele atingiu uma nova marca com a camisa alviverde. Agora com 83 gols pelo Bugre, em 254 jogos, ele se isolou como quinto maior artilheiro do clube, deixando Zenon, com 81 gols para trás. Vale ressaltar que o meia está a cinco gols de Jorge Mendonça. É bem provável que essa marca também seja alcançada.

 

10.jpg

Fonte: Página oficial do Guarani (Luis Cardoso/Guarani Press)

Cena comum no Brinco de Ouro: Fumagalli comemorando um gol do Guarani.

 

  O adversário continuou tentando entrar na defesa bugrina e conseguiu o feito aos 51’ minutos, em chute de longe de Da Matta, o goleiro Luis Henrique falhou e o Oeste diminuiu o placar. Mas não tinha tempo para mais nada. Guarani 2x1 Oeste.

  Ao ser entrevistado no final da partida, o técnico Ney da Matta elogiou a equipe e parabenizou a torcida bugrina pelo comportamento e a paciência com o time que está se encaixando.

“O Luis é um grande goleiro. Quando pensa que a bola é fácil, acaba surpreendido. Fez defesas em lances mais complicados. É uma posição ingrata e acontece com os melhores goleiros. Mas quero bater palmas à torcida. Em momento algum vaiou. Pedi paciência a eles, e os torcedores mostraram isso, abraçando o grupo. E quando o Luis saiu de campo, a torcida gritou o nome dele. Vivemos momentos ruins dentro do jogo, e a torcida não vaiou – completou.

11.jpg

Fonte: Instagram oficial do Guarani

 

Ficha técnica:

1ª Rodada

Guarani 2x1 Oeste

Data: 28/01/2017

Horário: 11h

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, Campinas-SP

Público: 3.078 pagantes

Renda: R$ 46.235,00

Gols:

Guarani: Fumagalli 8’ 1T, Fumagalli 44’ 2T

Oeste: Da Matta 51’ 2T

Guarani

Luis Henrique;

Lenon (Evandro), Philipe Maia, Diego Jussani e Gilton;

Escobar e Auremir; Uederson, Fumagalli e Marcinho (Renato);

Braian Samudio (Denis Neves).

Técnico: Ney da Matta.

Oeste

Rodolfo;

Reginaldo, Jaílton, Lino e Clébson;

Bruno Barra, Lídio (Guilherme Batata) e Mazinho;

Robert (Natan), Erick e Thiago Adan (Da Matta).

Técnico: Vilson Tadei.

 

  Com a vitória, o Guarani somou os primeiros pontos no Campeonato Paulista e segue na busca pelo acesso à elite. O próximo confronto é contra o Bragantino na próxima quarta feira (1), às 19h30, na cidade de Bragança Paulista, no Estádio Nabi Abi Chedid.

 

Avante, Avante meu Bugre, que nós vibramos por ti.

Por Fernanda Martins.